quarta-feira, 15 de setembro de 2010

Sobre mim

Ela manda, eu obedeço. Fazer o que, se devo o corpo?

Então lá vai (ou vão) cinco coisas sobre mim.

Eu me apaixono perdidamente: Sim, do jeito mais ridículo que se possa imaginar. Quero estar com o outro o tempo inteiro. Cato flor para colocar no cabelo. Faço versos rídiculos. Quebro coisas. Transo em qualquer lugar. Sufoco. Suspiro. Sofro. Enlouqueço. Viro bruxa, princesa, puta, atriz.

Eu me desapaixono facilmente: Ponto.

Eu amo vestidos: De todas as cores, tamanhos, estampas. Difícil me ver de calça ou de short. Acho vestido tudo de lindo, delicado, feminino, sensual.

Eu perco coisas. Muito: E Desde sempre. Minhas e dos outros. Celular, bolsa, brinco, sapato, a lista é irritante e interminável.

Eu não sei contar piadas: Ninguém acha graça nas minhas piadas além de mim, isso quando conseguem entender. Mas morro de rir de mim mesma. E dos outros. E de tudo. E de nada.

Pronto? Pronto.


E a música é:

Infinito Particular
Marisa Monte

Eis o melhor e o pior de mim
O meu termômetro, o meu quilate
Vem, cara, me retrate
Não é impossível
Eu não sou difícil de ler
Faça sua parte
Eu sou daqui, eu não sou de Marte
Vem, cara, me repara
Não vê, tá na cara, sou porta bandeira de mim
Só não se perca ao entrar
No meu infinito particular
Em alguns instantes
Sou pequenina e também gigante
Vem, cara, se declara
O mundo é portátil
Pra quem não tem nada a esconder
Olha minha cara
É só mistério, não tem segredo
Vem cá, não tenha medo
A água é potável
Daqui você pode beber
Só não se perca ao entrar
No meu infinito particular

4 comentários:

Borboletas nos Olhos disse...

De baixo pra cima, rsrsrs.
Eu rio. Mas não vale muito, porque eu rio de tudo mesmo.
Eu perdi meu celular com cinco minutos depois que te abracei a primeira vez. É contagioso?

Eu amo vestidos (2). Sem comentários, você disse tudo.

Idem.

Mais idem.

E eu já disse hoje que você é linda e eu acho luxo e glamour ser tua amiga? (Fase babaovo é horrível, né?)

Fred Caju disse...

[No meu caso] Falar de si realmente, só se o corpo estivesse em débito.

Leonardo Xavier disse...

Ah a parte de que você é uma pessoa passional, não precisa nem dizer, kkkk! É notório! Eu nem comento quanto a questão de perder as coisas, basta falar que um dos motivos que me fez desistir dos guarda-chuvas foi isso.

Rafa disse...

Eu perco tudo! E sou bobo quando me apaixono, mas isto é raro (talvez muito mais do que deveria). Ah e não uso vestidos.. rs Bj

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...