terça-feira, 14 de junho de 2011

Sertão (2)

Na comunidade cigana (prosa e pose)

Bom, ainda não cheguei direito, tô ainda meio no sertão, me reacostumando a voltar a respirar sem esforço, essas coisas. Mas metáforas à parte, escrevo este post da minha casa. E correndo o risco de soar clichê meus dedos não resistem a digitar: cada momento foi mágico.
Nem todo o stress, ansiedade e noites mal-dormidas, foram capazes de suplantar a alegria que essa viagem me proporcionou.
Seis horas e meia de viagem me fizeram aportar num lugar diferente de tudo que imaginava.
Visitei ciganos, andei por vales onde dinossauros deixaram suas pegadas gravadas, trabalhei muito, conheci gente massa, tracei planos de fazer arte com gente que já conhecia (e que essa viagem me deu a oportunidade de me aproximar mais), comprei uma vassoura linda (que pretendo usar para me locomover aqui pela terrinha), me emocionei com elogios de quem entende do riscado, bebi em uma praça em frente à igreja matriz, compartilhei quarto, banheiro, espelho e risadas.
E de brinde, quando volto, sou recebida por amigas saudosas, que me encheram de mimos e declarações e cerveja e dança.
É como eu sempre digo: -O mundo é bão, Sebastião!

6 comentários:

Leonardo Xavier disse...

Realmente as fotos ficaram bonitas e pelo que eu pude perceber essa viagem realmente te fez bem para o espírito.

^^

Luciana Nepomuceno disse...

O mundo é bão..agora te vira e vem me visitar, vem...

Rafa disse...

E tem coisa melhor no mundo que viajar: sair, perambular, voltar, a dinâmica da vida.

Curte aí

Belos e Malvados disse...

Ótimas fotos, ótima vibe. Gostei de tudo.

Caso me esqueçam disse...

ai, que esse negocio pareceu bom. e nem eh porque eu tou com saudade dessas terras... ;/

Menina no Sotão disse...

Fiquei aqui a lembrar de como me sinto quando volto pra casa (Gênova). Ai ai ai, respirei fundo aqui, viu?
bacio

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...