segunda-feira, 11 de abril de 2011

Cachorro grande

E aí é simples, eu tiro a roupa ou nem isso, é só afastar a calcinha e de repente é mais uma vez, é mais nada. E aí é simples, dá para entender? Porque não é com você, que nem precisa me tocar para fazer cambalear perna, esfriar mãos, prender respiração.
Você me ligou novamente e novamente eu fui madura e racional. Eu não fui te ver como você pediu e segurei as pernas que queriam me levar correndo para que você as abrisse. Eu nunca te menti, nunca disse que não era um tanto quanto vulgar. E é isso. Eu quero que você abra minhas pernas, baby. Você sabe, você me sabe. E joga pesado. Desmonta meus discursos ensaiados com gargalhadas de désdem.

Briga de cachorro grande.

Tua voz soou metálica e distante ao telefone ainda agora... blá, blá, blá... mantenha um tom neutro, me obrigo.... ontem choveu e por isso gripei... falo por instinto, por medo, por tudo. Aí nada falo das verdades de ontem. O quanto eu quis teu abraço quente. E menos, mais nada de tanto ferro, tanta grade, tantas trincheiras.

Mas o que eu afirmo com voz rouca é estar diferente. E você pergunta o que eu me pergunto todos dias. Quando nos vemos? Eu culpo o tempo novamente e torço para que ele me cure desse mal. E sofro encolhida e sozinha mais uma noite.

4 comentários:

Menina no Sotão disse...

E agora? Tinha escrito um comentário enorme, desses que acabam virando post... Vou levar comigo pro sótão, editar e linkar vc. Quem mandou dizer que no post anterior que poderiam te achar meio deprês-homicidas-suicidas? rs Isso me instiga. kkkkkkkkkkkkkkkk
bacio

Borboletas nos Olhos disse...

Baby, minha net é uma droga. Em todos os sentidos. Fiquei em abstinência ontem. Forçada, você deve ter notado. I need detalhes além do véu da beleza.

Leonardo Xavier disse...

Algumas vezes é melhor sofrer sozinho do que a dois.

Rafa disse...

Minha amada... Na minha vida cadê o cara que faz minhas pernas tremerem, cadê?
Ia dizer a princípio pra vc deixar o jogo de lado e correr pra ele, é o que eu sempre faço, mas como eu sempre me fodo (no-sexual meaning) eu não digo mais, aliás eu não sei mais nada sobre isto: homens, desejo, pernas bambas, não sei. Mas eu te amo.

Bj

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...