quarta-feira, 30 de junho de 2010

Coisas bestinhas

Descobri que nós dois preparamos do mesmo jeito o Miojo. Isso foi quase uma revelação, eu não estava mais só no mundo, afinal de contas.
Mas tem outras coisas que de tão bestinhas, se acumulam para dar vontade (de)mais.
Gosto quando você sorri e logo depois assume um ar sério, como se quisesse falar alguma coisa que nem sabes mais onde escondeste dentro de ti. Ou quando parece que algum olhar de carinho quase rasga sua fantasia de vilão. No entanto também gosto quando as usa. As fantasias todas.
Me faz um bem estranho acreditar que talvez chegues mesmo essa noite, num dos meus sonhos. Espectro do meu desejo. Me surpreendo sorrindo sozinha quando lembro das cores e desenhos nos teus braços.
Quase todos os dias me tiras o sono e de uns dias para cá tem me feito elaborar planejamentos à médio prazo, logo eu que nem sei o que vou comer no café-da-manhã.
Me encanta a facilidade com que desenrolas os nós dos meus dramas cotidianos, assim com uma letra só.
Agradeço a chance de poder te dizer hoje para ficares bem. Pode ter certeza, é bem menos do que mereces.
E não, eu não estou apaixonada por você. Ainda.

Um comentário:

Borboletas nos Olhos disse...

Mas nós todos estamos, por suas palavras. E, agora, estou chorando. Pode pôr, aí, no balaio da culpa de escrever tão lindamente.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...