segunda-feira, 31 de maio de 2010

Menino abusado

Eu o conheci no Sábado. Um menino abusado, amigo de um amigo, que me chamou para dormir com ele na cara dura. Ri e mandei-o me procurar quando estivesse sóbrio. Fui dançar e esqueci. Acordei no outro dia com um telefonema e um convite para um jantar caseiro.
Imaginando-me a sobremesa depois do tal jantar, acabei nem cogitando ir e, educadamente hoje mandei uma mensagem desculpando a minha ausência. O menino abusado retorna minha mensagem com outro telefonema insistindo em me ver. A curiosidade matou o gato e acabei por convidá-lo para dar uma passada aqui em casa (no MEU território, onde sei onde estão guardadas as facas) e tomarmos um café.
Quando abri a porta prendi a respiração. Ah! A juventude, principalmente quando acompanhada da beleza!
Uma hora de conversas amenas acompanhadas do tal café passado na hora e música. Como uma dama que sou, ao anunciar sua partida, levo o menino abusado até a portaria do prédio, onde o dito cujo me questiona se agora que eu não mais o considero um serial killer irei visitá-lo (somos vizinhos de bairro). Sorrio e respondo que claro que sim, recebendo então um abraço apertado. E um beijo no pescoço, quase um suspiro, que fez minhas pernas ficarem bambas e despertou o desejo imediato de arrastá-lo de volta para o apartamento e para minha cama.
Mas... não o fiz.
E agora me revolto com minha maturidade imbecil, que me fez ter a “necessidade de ficar sozinha comigo mesma para conhecer-me melhor”. É ela que está baixando True Blood da Internet para assistir. Sozinha. Na cama. Excitada. Sozinha. Na cama.
Merda!

9 comentários:

Caminhante disse...

Não lamente. Aposto que essa história ainda não terminou ;)

Leonardo Xavier disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Leonardo Xavier disse...

Eu acho que o pobre rapaz deve ter chegado em casa e passado pela mesma situação, kkkk!

S. disse...

Léo e caminhante, amém para ambos. beijocas.

Borboletas nos Olhos disse...

A história não terminou, concordo. Mas lamente (rsrs), sozinha, excitada, na cama, sozinha, nãããooo!!!!!

Fred Caju disse...

Ah, os sábados! Sempre os sábados! Hehehehehehe!

Lilly Moura disse...

kkkkkkkkkkkk.. nossa adorei a forma com vc contou essa história!! Mas olha só, vontade da e passa. E fama a gente leva pra vida toda. Maturidade é sinal de pé no chão e estár sozinha é melhor do que estar mal acompanhada. fica.a.dica. rsrsrs bjosss

preta_angela disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
preta_angela disse...

Retribui a visita querida!!!!! Com certeza seus pés só vão continuar no chão se e quando vc quiser, que na minha opinião é muito mais interessante kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk bjosssss linda

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...