terça-feira, 12 de abril de 2011

Enfim...

"Sou dramática, intensa, transitória e tenho uma alegria em mim que quase me deixa exausta. Eu sei sorrir com os olhos e gargalhar com o corpo todo. Eu sei chorar toda encolhida abraçando as pernas. Por isso, não me venha com meios-termos, com mais ou menos ou qualquer coisa. Venha a mim com corpo, alma, vísceras, e falta de ar..."

Clarice Lispector

5 comentários:

Luci disse...

que liiiiiindo! vou espalhar por aih! adoro gente assim, extrema e incontrolavel!

Menina no Sotão disse...

É tão bom ver gente assim: que é avesso, inteiro e sem metades. Tão bom ser como se deve ser sem que o outro interfira nessa condição. bacio

Borboletas nos Olhos disse...

o/

Daniel Souza disse...

Tempos que não visito aqui. Isso não muda nada, eu sei, mas é uma constatação.

E sobre o paradeiro do tal sentimento, eu sei onde se encontra, e deve voltar logo, mais precisamente, se nada der errado, amanhã!!! Mas é que tem dias que acordo sacrúlego, o saco murcho, as pálpebras pesadas, o cabelo desgrenhado e uma enorme vontade de nem amarrar os sapatos. E sei que vc sabe o que é isso.

Mas valeu pela "preocupação", curiosidade, ou interesse, ou tudo junto, vá saber. A vida vai indo, na Líbia tá tudo a mesma merda, a Otan finge que tá fazendo certo, Obama finge que tá desinteressado e eu sigo, creio, sendo o único que ainda sinto uma espécie de pena, pontadinha de dor, sabe, pelo candango que fuzilou quem não tem nada a ver com isso lá na escola onde cresci.

É tudo reflexo dum todo, inclusive, o que eu relatei ontem.

Bom, pelo seu post de hoje, a alegria - ou algo similar - impera hoje. E daqui, fico torcendo pra que prossiga dominando esse hipotálamo.

Bjs,

Rafa disse...

Ai... Clarice, Você, Borboleta: Eu deveria ser hétero! rs

Bj

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...