segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

Sombra


" O que em minha sombra te encanta?"


Eu nunca achei que ao procurar-te

entre verdes e laranjas e vermelhos

fosse perder-me.

Ainda tento me convencer,

quando irritada com mais um demorado silêncio:

Tenho uma vida legal e pessoas que amo

e que me amam.

Elas estão aqui, ao meu lado.

Ou bem perto.

E você que se foda com suas bruxas de estimação e terrores vãos.

Não preciso de suas poucas palavras.

Sobre mim.

Porque o que sabes acerca é sombra.

Não sou eu.

Não mesmo.


Mesmo sendo.


Ainda assim, enraivecida mostro-me e grito.

Porque quero que saibas e me vejas

nua em pelo e sem palavras.

Além dos escuros ou das luzes excessivas.


Quero-te em penumbra.

Em dias e noites.


Quero-te.


E não é simples.

6 comentários:

Body Art Brasil disse...

o engraçado é querer sentir o que não se conhece, Querer e sentir falta de tocar o que nunca tocaste ... desejar o sabor sem saber se é doce ou amargo.

Leonardo Xavier disse...

Nunca é simples...

Borboletas nos Olhos disse...

Sua sombra é sexy...fato. Assim, não é de se estranhar que um ele qualquer se demore explorando não o que há, mas o possível. Tolinho, não sabe que a chegada é começo?

Rafa disse...

Lindo! E só Ponto

Bj

Belos e Malvados disse...

Niguém nunca disse que seria, né? Mas bem que poderia (ser simples). Beijos.

Borboletas nos Olhos disse...

Baby, amei todo esse negro poder. Que tal umas letras em vinho? hein? hein? (bicha metida, né? mas adoro vermelho e preto, heheh)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...