quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

eu sou sim

Hoje foi foda. Foda mesmo.

Eu não sei mais como tentar entender.

Porque eu sou sim, sensível pra caralho.

Eu morro todos os dias em cansaços e dores.

Me enrosco em mim mesma e me mimo com a cantiga do não foi nada demais. Ou aquela outra do você vai aprender com isso. No meu limite eu entôo fudida, você vai se fortalecer com essa merda toda.

Mas eu canso de tentar entender. De tentar qualquer porra que seja. Porque eu sou legal, sabe? Sou mesmo. Assim... sabe... eu tenho amigas que me amam e uma outra porção de gente que me faz questão. Eu tenho três leitores fiéis e um monte de livros legais que ainda não lí. Eu tenho um cabelo lindo em cachos, faço as unhas e sou educadinha.

Mas eu posso ser tudo aquilo e mais. O que você quer?

Mentira, eu nunca mais vou atender. Nem entender.

E foi você que não atendeu, porra, e eu me tornei novamente aquela que não era querida, que não tinha as calças de marca, nem era cool o suficiente. Eu me fodo, me fodo e escrevo bêbada. Numa terça.

Eu morro, eu morro e não me entrego. Eu mensagiei dizendo parabéns hoje é seu aniversário e já que você não quis receber seu presente eu mandarei seda negra por envelope. Minha boceta e meu corpo não irão juntos. Somos amigos, ora porra!

Porque você não me quis?

Eu não respondo mais por mim. Não, eu não respondo....

3 comentários:

Rafa disse...

É amiga.. a vida é Foda!!! Por isto que este povo tanto arruma desculpas e escapismos pra ela... porque viver mesmo é para os fortes, o que não significa que, a gente não sente num meio-fio qualquer e chore.

Rio em Abril?

Vem!

Oba!

Borboletas nos Olhos disse...

Estou no meio fio. ahahah. Mas há Canoa e Rios...vamos, vamos?

Leonardo Xavier disse...

E eu gosto de você assim com os seus textos loucos e etílicos!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...