segunda-feira, 13 de setembro de 2010

Três dias

Acho que eu nunca fiquei tão bêbada como nos três dias deste longo fim-de-semana. Nunca fiz tanta merda e de forma tão comprometida com a auto-destruição. Então hoje seria um dia ideal para organizar o caos em que transformei minha vida. Mas estou sem voz, gripada e minha única vontade é ficar soterrada em lençóis e auto-comiseração. Fechada para balanço.

Hoje ao chegar em casa e me deparar com a roupa que saí na sexta espalhada pela sala, lembrei do meu firme propósito de só amar à Jesus. Não lembro de ter sido ele quem arrancou a calcinha que catei agorinha do chão. Enfim, teve muito cão nesse inferno de três dias.

Mas nem tudo foi espinho. Teve também amiga-mestra feliz, amiga leãozinho me estimulando a contar histórias para o teatro, S. e E para rir, falar putaria e brincar de ser contente e para chegarmos à conclusão que somos mulheres lindas e legais e inteligentes e os homens é que são uns imbecis. Telefonema da amiga de Natal me intimando presença e espalhando carinho.

Eu não posso ser tão ruim assim, né?- perguntei chorosamente bêbada no final da tarde de ontem à Mamãe. Claro que não, você é maravilhosa.-ela me responde via Embratel. Então teve também rosas. O consolo de me saber amada apesar de.

E a amiga-esposa chega no Sábado lá das bandas das Oropa. Fina, chique, toda trabalhada no luxo e no glamour. Ainda bem, porque a saudade está tão grande que não cabe mais neste apartamento.

Depois de ir ali morrer e voltar, conto dos detalhes sórdidos. Por hora, prefiro me entupir de ansiolítico e esquecimento. Amém.

8 comentários:

Caminhante disse...

Amiga-esposa, ponha a casa em ordem pela gente!

subbacultha disse...

sou eu, sou eu ,sou eu rs.. ta quase la amiga. Mas quando vc fala que nunca fez tanto alguma coisa eu ja tremo todinha de ca, por que né? Eu te conheço, vai ver que foi do mesmo jeito de sempre e vc so ta na tpm, fica de boa que a noite ta so começando :)* Tem como nao amar essa mulher?(Pedro Bial rules)

Borboletas nos Olhos disse...

Eu ia ficando preocupada quando comecei a ler o post. Ia. Porque, depois, pensei: a) a esposa tá chegando, caos organizado e celebração sempre dão um up no astral; b) qual a graça de viver se a gente não fizer merda e drama, nesta sequencia? c)se teve calcinha no chão e cerveja na mão não há de ser tempo perdido. Bjs muito saudosos, viu.

Caso me esqueçam disse...

caralho, borboleta tirou as palavras da minha boca: "c)se teve calcinha no chão e cerveja na mão não há de ser tempo perdido"

voila! hahahaha

Belos e Malvados disse...

O que seria da vida se a gente não colocasse tudo a perder de vez em sempre? Uma chatice sem tamanho.

Ricardo Chicuta. disse...

Sempre digo na segunda feira."Nunca mais vou beber".Só para quebrar a promessa já na terça ou quarta.
Aguardando os detalhes sórdidos ansiosamente.

Daniel Souza disse...

ah, é sempre bom morrer assim de vez em quando.

calcinhas, cervejas, mulheres...tudo morre na boca mesmo, num importa tanto.

Sandra disse...

Fico Feliz em fazer parte da sua ressaca de arrependimentos e de poder te ajudar a entender que o pior é nada!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...