segunda-feira, 5 de julho de 2010

Certas alegrias

Bom, o negócio é que, como falei para amiga, eu tenho certa tendência à bipolaridade, tal qual a esposa.
Então, depois da tristeza depressiva e quase suicida de ontem, hoje acordei com a “molesta”. Depois de cinco horas na frente do computador em casa, esboçando meu esboço de trabalho de conclusão de curso, numa tempestade de idéias, voumimbora trabalhar, e lá se vão mais quatro horas organizando idéias alheias em outro PC.
Chego em casa e separo uma pilha de livros referentes aos trabalhos (o meu e o dos outros) e tiro o sutiã para respirar melhor. A única taça de vinho da noite (de uma garrafa esquecida na geladeira) está ao meu lado e estou surpreendentemente bem. Bem mesmo. Quase radiante.
E me dou conta, se existe algo que ninguém, nem nenhum acontecimento podem me tirar é a alegria que sinto diante de um desafio intelectual. Amém!

5 comentários:

Belos e Malvados disse...

É mesmo, né? Essas coisas dão um upgrade na gente

Borboletas nos Olhos disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Borboletas nos Olhos disse...

Ué, eu tinha comentado. Vamos lá, de novo: primeiro, amém.
Segundo: voce lembra vagamente de que post ou época foi meu comentário? Suspeito que me referia aos autores da psicologia sócio-histórica, mas queria ter certeza. Bjs em contagem regressiva

naofumenacama disse...

coisa fofa de mae! Vc ta pensando em fazer o mestrado onde?
Sim, e o vinho, ficou so numa taça mesmo?

Anielle Duarte disse...

depois da nossa conversa " kd meu terninho", estou entrando em parafuso.. o problema é... qual desafio escolher??? beijos

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...